quinta-feira, agosto 24, 2006

Sou ninguém...

Sou alegre voz de ouvido surdo
Sou palavra viva em boca morta
Sou onda alta em mare baixa
Sou pomba branca em grade escura
Sou raio de luz em cego olhar
Sou fresca flor de seca gota
Sou intemperie em manha soalheira
Sou ninguem...

Sem comentários: