terça-feira, setembro 19, 2006

Mais vale...

Mais vale desempregada do que trabalhar num sitio daqueles!
Um sitio onde as pessoas são mal recebidas, onde não dão as informações necessárias sobre a rotina das crianças, sobre o que as crianças têm andando a fazer e estão habituadas a executar, deixam-te sozinha numa sala com 20 crianças de 2/3 anos numa sala minuscula, onde te dizem quando uma criança vai à casa-de-banho tens que ir com ela e as outras ficam sozinhas na sala, onde te dizem que as crianças nao podem brincar porque os brinquedos são novos e não os podem estragar, onde também não podem estar sempre nas mesas, onde tudo o que fazes está mal, onde metem em causa as tuas competencias porque deixast as crianças brincar e uma das crianças se sentou na cama dos bonecos.
Um sitio onde as colegas enchem os ouvidos da dr.ª e a dr.ª acredita. Um sitio onde tens que levar o material todo para trabalhar e as crianças também levam material. Um sitio que até as crianças têm que levar água para beber!
Um sitio onde só sabem criticar e falar mal nas costas!
Um sitio onde eu não quero estar!

9 comentários:

Rute disse...

Não desanimes.Tomás-te a decisão certa. Nenhuma educadora pode trabalhar assim. Aconteceu-me uma situação semelhante quando comecei a trabalhar (ou melhor não comecei porque me vim embora como tu). Tives-te coragem em vir embora. Não desistas...

beijinhos

OlgaMourato disse...

obrigada :)
Não tenho feitio para aturar situações daquelas!
Desistir nunca.
Beijos

AnaCorreia disse...

Bem amiga...a minha alma ficou parva com tudo o que me contaste...nao sei como é possivel existirem pessoas capazes de tais barbaridades...
Sei que és uma mulher de muita coragem e iniciativa, por isso força, segue em frente porque a sorte vai bater na tua porta!

Beijinho

Maria disse...

não há formação que prepare para situações dessas. não se percebe que raio de inspecção existe, e tu viveste situações mt interessantes nesse sentido logo no estágio, que deixe que situações como a que descreves sejam consideradas pré-escolar e contem como pare da cobertura de serviços que temos... força Olga! melhores dias virão... tens que estar cheia de energia e boa disposição para os conseguires aproveitar.

beijinhos

Cristina disse...

Fico estupefacta com as coisas que nos vão acontecendo nesta vida. Mas não há que desistir! Outras oportunidades virão mas ha um pensamento que me atormenta sempre que vejo estas situações... éramos estagiárias, viemos embora no final do ano... somos educadoras, se não conseguimos de todo mostrar o que valemos, vamos embora... procurar outro lugar onde nos deixemm mostrar o que valemos... mas aquelas crianças continuam lá. E quando essas se forem embora, outras virão para o lugar delas...
Big kiss Olga! Estamos todas contigo e prontas para trabalhar pelo melhor das crianças!!

aida disse...

Em relação ao falecimento do teu bisavo tens que ser forte,é lei da vida ou sei lá o quê, quando aconteçe uma coisa destas na vida das pessoas,pensamos em milhentas perguntas e uma delas é: porquê que a vida tem que ser assim, feita de perdas. No sabado faleceu o meu avó paterno...aquilo já não era vida, ficou numa cama sem se poder mexer e já não reconhecia ninguém. aquilo que chegamos!??????? é triste construir-mos uma vida e de repente deixa tudo de ter sentido..
mas a vida continua para os que ficam na terra e como continua temos que caminhar em frente.e onde quer que esteja o teu avó deserteza que te esta a dar força e não quer que desistas daquilo que acreditas.
Em relação ao jardim de infancia é de lamentar a falta de profissionalismo dessas pessoas, só tenho pena é que no meio disto tudo quem fica presjudicado são as crianças que não tem culpa de nada. sempre podes denunciar a situação e talvez alguma inspecção competente lá apareça, de preferencia sem avisar a instituição. Isto da inspecção é tudo muito bonito, mas como nós sabemos existem falhas graves no sistema que sozinhas não conseguimos vencer. se me encontra-se no teu lugar acho que faria o mesmo, mais cedo ou mais tarde. também não sou de ferro e não existe saúde que resista. que nos vale ter um emprego se não temos saúde para depois levar esse emprego para a frente!
beijocas grandes e força não desistas.

OlgaMourato disse...

Obrigada a todas =)

Só uma correcção, foi a minha bisavo e nao o meu avo.

RUTE MATOS disse...

POIS É,
INFELIZMENTE MUITOS LOCAIS FUNCIONAM ASSIM. EU TAMBÉM NÃO TENHO ESTÔMAGO PARA ESTAS COISAS. AS CRIANÇAS APRENDEM BRINCANDO. E ESSES PAIS DEVERIAM SABER O QUE SE PASSA LÁ. PAGAM-SE FORTUNAS PELA EDUCAÇÃO DOS NOSSOS FILHOS PARA DEPOIS SEREM TRATADOS ASSIM, E NÓS QUE TRABALHAMOS COM ELES TB POR VEZES NÃO TEMOS O DEVIDO RECONHECIMENTO.
FELIZMENTE, AINDA EXISTEM SITIOS BONS.
BEIJOS E CORAGEM

OlgaMourato disse...

obrigada =)
volte sempre rute, obrigada pelas visitas.